(41) 3030-9090   (41) 3525-2355 (41) 3071-3535 (41) 3888-6777 atendimento@jbaimoveis.com.br

terça-feira, 12 de fevereiro de 2019

Como realizar um financiamento imobiliário?


O financiamento imobiliário é uma ferramenta que auxilia na realização do sonho de comprar um imóvel. No financiamento, a instituição de crédito (como a Caixa Econômica Federal, por exemplo) paga o preço integral do imóvel ao vendedor enquanto transfere, com juros, o valor para o comprador, que pagará parcelas mensais para honrar o compromisso.

Geralmente, as instituições financeiras não aprovam uma situação em que a parcela do financiamento ultrapasse o limite máximo de 30% de sua renda total, fazendo-se preciso planejar o sonho da casa própria:

Financiamento do imóvel escolhido


Nem todo imóvel pode ser financiado 100%, sendo um padrão de mercado o financiamento chegar ao máximo de 80% do valor total. Por isso, solicite uma simulação e verifique o que é preciso para realizar um financiamento do imóvel escolhido, seja uma casa ou apartamento.

A composição da parcela do financiamento

Todos os financiamentos possuem três elementos básicos: a amortização, a taxa de juros e os seguros necessários. A amortização é o valor total concedido pela instituição financeira ao credor, usado como base para as parcelas mensais e para a aplicação dos juros.

A taxa de juros é o valor pago ao fornecedor de crédito pelo empréstimo efetuado. Os seguros necessários são, basicamente, para assegurar o valor do financiamento em caso de morte, invalidez e danos físicos ao imóvel, durante o período de pagamento das parcelas.

Diminua o impacto dos juros com uma entrada

Para que a taxa de juros tenha um menor impacto no valor final a ser pago, é necessário a entrega de uma entrada para abater o valor do imóvel. Dessa forma, quanto maior o valor da entrada disponível, menor o valor a ser pago com juros e taxas.

Planeje poupar o valor desejado para a sua entrada. O recomendado é criar o hábito de poupar ao menos 30% da renda, durante o período necessário, para acostumar o seu orçamento com a parcela mensal do financiamento.


A JBA Imóveis é líder de vendas em Curitiba, contando com um departamento especializado em financiamento imobiliário para acompanhar todo o processo de sua aprovação, seguindo as melhores práticas do mercado para você ficar tranquilo na hora de comprar seu novo imóvel.
Comentar

terça-feira, 5 de fevereiro de 2019

Conheça 3 bairros de Curitiba: Jardim das Américas, Jardim Botânico e Uberaba



A região central de Curitiba é a mais cobiçada por quem deseja facilidades no dia a dia. Com uma ampla oferta de serviços e diversos comércios próximos, os bairros Jardim Botânico, Jardim das Américas e Uberaba têm tudo o que você precisa para viver bem em Curitiba. Preparamos alguns destaques dos bairros, confira:

Bairro Jardim Botânico

O bairro Jardim Botânico leva o nome da maior atração turística da capital paranaense. Com todas as praticidades da capital, em um bairro com excelente planejamento urbano, o Jardim Botânico é uma das melhores opções para viver em Curitiba. A localidade é vizinha dos bairros Jardim das Américas, Cristo Rei, Rebouças e Centro, com uma ampla gama de comércios e serviços disponíveis a poucos minutos de distância. 


Bairro Jardim das Américas

Oferecendo facilidade de locomoção e excelentes opções de imóveis, o Jardim das Américas é uma das melhores recomendações para quem procura praticidade. No bairro está situado o campus Centro Politécnico da Universidade Federal do Paraná (UFPR). Na vizinhança, estão também o Jardim Botânico de Curitiba e a PUC-PR. Os moradores ainda contam com shoppings e supermercados próximos, facilitando o dia a dia.


Bairro Uberaba 

Na divisa com São José dos Pinhais, sendo a localidade vizinha dos bairros Hauer, Jardim das Américas, Boqueirão e Cajuru, o Uberaba é um tradicional bairro residencial composto, em sua maioria, por casas e sobrados. Com rápido acesso aos bairros centrais de Curitiba, por meio da Avenida Comendador Franco, dispondo de uma infraestrutura de qualidade, com escolas municipais, colégios estaduais, creches, postos de saúde e supermercados, o Uberaba é completo para viver bem. Além disso, no bairro Uberaba estão situadas 17 áreas públicas para atividades ao ar livre, sendo uma delas o Parque do Centenário da Imigração Japonesa. 



Para conhecer os imóveis disponíveis em cada um dos bairros apresentados, clique nos links abaixo das postagens ou converse com nossos corretores online.
Comentar

sexta-feira, 1 de fevereiro de 2019

Os 5 principais parques de Curitiba


Curitiba atrai atenção no cenário mundial com suas diversas áreas verdes: jardinetes, praças, parques e bosques. Inclusive, a capital paranaense já foi reconhecida como uma das capitais mais verdes do mundo.

A beleza natural de Curitiba é deslumbrante. Por isso, separamos os cinco principais parques de Curitiba ao ar livre que você precisa conhecer:

Passeio Público

O Passeio Público foi inaugurado no dia 2 de maio de 1886, tornando-se o principal ponto de encontro dos curitibanos. Conhecido anteriormente como “Jardim Botânico”, o Passeio sofreu muitas transformações em seu projeto original, abrigando até mesmo um zoológico. Hoje, o Passeio Público é um oásis localizado bem no Centro de Curitiba, sendo uma ótima opção para caminhar e estar próximo à natureza.

Parque São Lourenço

Em 1970, após o rompimento de uma barragem do Rio Belém, o lago do Parque São Lourenço tomou forma. O parque proporciona um ambiente ideal para caminhada e ciclismo, ao lado da floresta de araucárias. Além disso, o Parque São Lourenço conta com playground, pista de rolimã, pista de cooper, churrasqueiras, canchas de futebol e vôlei.

Parque Tanguá

Inaugurado em 1996, na região norte de Curitiba, localizado em uma antiga pedreira, o Parque Tanguá possui 235 mil m² de área verde. O primeiro pavimento conta com mirantes e um incrível jardim de inspiração francesa, além de ciclovia e pista de cooper. No segundo pavimento fica localizado um túnel e uma cascata 65 metros, ambos artificiais dada a exploração da pedreira. O Parque Tanguá é ótimo para aproveitar a beleza natural de Curitiba de forma descompromissada.

Parque Tingui (Memorial Ucraniano)

Além de toda a área verde disponível (380 mil m²) o Parque Tingui também abriga o Memorial Ucraniano, com uma capela de estilo bizantino em homenagem aos imigrantes ucranianos que colonizaram o Paraná. O Memorial conta com uma exposição permanente de pêssankas (ovos pintados à mão) e eventos sazonais, como a Bênção dos Alimentos e a Festa de São Nicolau.

Parque Barigui

O Parque Barigui tem 1.400.000m² de área preservada. Em conjunto com os parques Tanguá e Tingui, o Parque Barigui faz parte de uma iniciativa de preservar o leito do Rio Barigui. O Barigui conta com uma estrutura completa de lazer, com pistas de cooper e ciclismo, bares e restaurantes, equipamentos de ginástica, sanitários, churrasqueiras etc. Próximo ao centro da cidade, o Parque Barigui é repleto de atrações para os moradores da região, sendo o mais famoso e visitado parque de Curitiba.
Comentar

segunda-feira, 21 de janeiro de 2019

3 cuidados indispensáveis para a manutenção da piscina em casa



O verão está chegando e esta é a época do ano em que o sonho de muitas pessoas é ter piscina em casa. De fato, principalmente em regiões mais quentes, o fácil acesso à piscina é um grande atrativo nos imóveis. Se você já tem ou pretende comprar um imóvel com piscina, conheças 3 cuidados indispensáveis para a manutenção de piscina em casa.

1 - Mantenha coberta e retire os resíduos

Parece óbvio, mas assim como acontece no chão/quintal, folhas, poeira e sujeiras acabam caindo sobre a piscina. O ideal é mantê-la coberta com cobertura própria para esta finalidade. Caso isso não seja possível ou suficiente, tenha a limpeza da piscina como parte da rotina. Não deixe que se acumule ou que as folhas comecem a se dissolver na água, por exemplo. Além de dificultar na hora de peneirar, sujam ainda mais a água.

2 - Cuide do pH e alcalinidade

Os níveis de pH e alcalinidade da água da piscina dizem muito sobre sua situação. A água considerada “saudável” e apropriada para o banho deve apresentar pH entre 7,2 e 7,6. Já a alcalinidade precisa estar entre 80ppm e 120ppm. Quando a alcalinidade estiver mais baixa que isso, a água torna-se “corrosiva”, e apresenta aquele aspecto verde e opaco, como costumamos ver em piscinas abandonadas. Tanto a medição quanto a correção dessas taxas podem ser feitas com produtos vendidos em locais especializados em piscinas.

3 - Cuide da área externa

Os cuidados com a água são muito importantes, mas cuidar da área externa também é indispensável para quem tem piscina em casa. Além da limpeza do espaço que rodeia a piscina, é preciso muita atenção com a segurança do local, principalmente em caso de crianças em casa. Grades, cercas e bóias são alguns aparatos que ajudam a manter o local mais seguro, mas nada dispensa a supervisão de pessoas responsáveis por perto.


Está procurando por imóveis com piscina para aproveitar melhor a estação mais quente do ano? Temos opções para você aqui.

Comentar