(41) 3030-9090   (41) 3525-2355 (41) 3071-3535 (41) 3888-6777 atendimento@jbaimoveis.com.br

segunda-feira, 17 de julho de 2017

Manutenção da rede elétrica

17:48

Compartilhe!


A manutenção da parte elétrica de uma casa é importante não apenas para o bom funcionamento e andamento da residência, mas também para garantir a segurança dos moradores e o perfeito estado de conservação do imóvel. Instalações antigas e fiações desgastadas colocam a casa em risco e aumentam as chances de choques elétricos, curtos-circuitos, estragos em aparelhos e até mesmo incêndios. Para evitar que tudo isso ocorra, é indispensável cuidar bem de suas instalações e fazer a manutenção preventiva de tempos em tempos. Não sabe nem por onde começar? Então fique ligado e aprenda:



Fique atento aos sinais de perigo



Se você notar problemas óbvios, como fios desencapados, picos de energia, cheiro de queimado, conta de luz elevada, temperatura alta nas tomadas e nos aparelhos ou eletrodomésticos estragando sem motivo aparente, redobre a atenção, pois tudo isso indica que as instalações elétricas realmente estão comprometidas. Nesse caso, procure fazer os reparos necessários imediatamente, porque é arriscado deixar para depois, ok?






Cuide da instalação periodicamente

À medida que os problemas forem surgindo, faça os devidos consertos, mas não se esqueça também da manutenção preventiva, que deve ser feita mesmo quando não houver nenhum problema, viu? O ideal é que essa manutenção seja feita, no mínimo, a cada 10 anos. Aproveite esse momento para fazer a substituição de tomadas, benjamins, interruptores, cabos e fios comprometidos. Pode ser preciso também trocar alguns disjuntores, mas aí é o eletricista quem vai dar a dica!






Priorize a proteção da rede elétrica

Um cuidado indispensável na manutenção de redes elétricas é investir em dispositivos de proteção, a exemplo o Diferencial Residual (DR). Esse dispositivo protege tanto animais como pessoas do efeito de um possível choque elétrico, pois detecta eventuais fugas de corrente da instalação e desliga, imediatamente, o circuito. Outro elemento importante de proteção é o aterramento, que deve ser muito bem feito.



Cheque o dimensionamento dos cabos

Na manutenção da instalação elétrica é importante verificar se o dimensionamento dos cabos e fios é suficiente. O ideal é que a bitola — largura do fio — respeite as normas da ABNT, mais precisamente a NBR-5410. Além disso, a fiação deve ser bem instalada e contar com boas conexões, a fim de evitar fios derretidos, choques elétricos e aquele incômodo cheirinho de queimado.



Evite gambiarras, improvisos e sobrecargas

De nada adianta fazer a manutenção se, no dia a dia, você comete erros graves, como ligar vários aparelhos em uma única tomada, usar benjamins demais, emendar fios de maneira inadequada, utilizar aparelhos de potência incompatível com a rede elétrica, deixar extensões soltas pelo piso, usar produtos de qualidade duvidosa, além de permitir que profissionais não especializados realizem serviços elétricos na residência. Então pare com essas práticas nada recomendáveis desde já!



Contrate um bom profissional

A menos que você mesmo seja eletricista, não faça ligações de tomadas, alterações nos disjuntores e adaptações nas instalações elétricas por conta própria! Assim, sempre que for preciso, chame um bom profissional para fazer os reparos. No mais, o que você não só pode como deve fazer é adotar medidas preventivas, como ficar de olho nas instalações, ficar atento à temperatura e ao funcionamento dos aparelhos, manter tomadas e disjuntores distantes da pia e de focos de umidade, não colocar arames e itens de alumínio no lugar de fusíveis, desligar todos os eletrodomésticos quando for viajar, desligar a chave geral e os disjuntores quando for trocar lâmpadas ou limpar ventiladores de teto e não puxar as tomadas pelo fio repentinamente. Simples, não é mesmo?

Infelizmente, boa parte das pessoas só cuida das instalações elétricas da casa quando algum problema acontece ou quando a reforma exige. Mas o mais indicado é que não seja assim! Então aposte na manutenção preventiva e se livre de transtornos e dores de cabeça! E se quiser complementar o que foi aprendido aqui, confira também nosso post com dicas para evitar problemas elétricos em casa!




Fonte: Casa Show

0 comentários:

Postar um comentário