(41) 3030-9090   (41) 3525-2355 (41) 3071-3535 (41) 3888-6777 atendimento@jbaimoveis.com.br

terça-feira, 11 de novembro de 2014

Seis dicas para economizar na hora de reformar um imóvel

07:00

Compartilhe!


 Reformar um imóvel usado pode ser uma ótima opção para quem não quer ou não pode arcar com os custos da construção de um novo empreendimento. Para isso, um dos pré-requisitos mais importantes é planejar como será o projeto e quanto você poderá investir nessa reforma. Confira:

1- Ajuda profissional

Primeiramente, antes de reformar um imóvel, é aconselhável levar um engenheiro ou arquiteto ao local para uma possível avaliação e uma opinião técnica. Essa etapa é muito importante para iniciar o projeto de reforma com os pontos que precisam ser melhorados.



2- Base do imóvel

Um ponto importante durante a avaliação é entender quais são as condições da parte elétrica, hidráulica, estrutura e telhados do imóvel. Fiquem atentos a esses pontos, pois demandam um tempo de execução e podem gerar um custo alto no final do orçamento.



3- Acompanhamento

Durante todo o projeto de reforma; é recomendado consultar um arquiteto ou engenheiro para que ele acompanhe todas as etapas para evitar qualquer tipo de surpresa que possa ser ocasionado na mudança do projeto inicial e gerar mais gastos.



4- Planejamento dos gastos

O planejamento da reforma deve incluir a pesquisa sobre custos com materiais e mão de obra de confiança. Procure sempre profissionais com alguma indicação e busque saber sobre seu trabalho antes de contratar.



5- Materiais

Faça um pré-orçamento antes de realizar as compras dos materiais. É preciso levar em conta a qualidade e a facilidade de manutenção de cada um deles. Em alguns casos, é necessário um maior investimento nos materiais que usamos na parte hidráulica e elétrica do imóvel.



6- Hora do pagamento

Se houver a possibilidade de fazer o pagamento à vista, essa é a melhor opção. Caso o proprietário não tenha a quantia suficiente para investir na reforma, uma sugestão é poupar o necessário para realizar o pagamento em poucas parcelas. Se a reforma precisa ser feita com urgência, existem outras formas de pagamento que envolvem empréstimos criados especialmente para reformas.





Fonte: MSN Dinheiro

0 comentários:

Postar um comentário